A venda que você não faz está na autoridade que você não gera

Resolvi conversar com os leitores do Blog sobre uma coisa que sempre repito nos meus treinamentos e nas minhas palestras: gerar vendas criando autoridade sobre um assunto.

Ter presença no Facebook, Twitter e Instagram é de extrema importância para o seu negócio. Mas não adianta você gastar muito dinheiro em anúncios e publicações se o seu cliente não te percebe como uma pessoa ou empresa capaz de resolver o problema dela. Ou seja: alguém com autoridade sobre o assunto.

Não lembro quando aprendi sobre autoridade. Tudo que sei é que com o início da Garagem, não poupei horas de trabalho para gerar autoridade sobre marketing digital. Investi em SEO e em resultado orgânico nas redes sociais. Em alguns meses, o projeto que começou com R$ 300 de investimento e já devendo R$ 1.200 de aluguel, cresceu de um jeito que nem eu esperava.

A autoridade gerada pela Garagem, com nossos próprios cases, me deu a liberdade para mostrar para os alunos durante as aulas quais ferramentas foram usadas, quanto investimos e quais foram os nossos resultados.

Vamos aos exemplos:

Com a mudança da Garagem de Ideias para o prédio novo, precisei comprar parafusos de tamanhos e com funções diferentes. Como podem imaginar, não sou um especialista em trabalhos manuais, mesmo tendo feito muito com o início da empresa. Com as instruções do marceneiro, peguei meu Gol 2 portas e #PartiuFerragista.

Quando cheguei para comprar os materiais que faltavam fui surpreendido por uma senhora fazendo crochê no caixa da ferragista. Me aproximei, tirei os parafusos e buchas do bolso e falei:

Preciso de alguns como esses.

A senhora me olhou e respondeu:

Está vendo aquela parede? Pode olhar ali se tem.

Eu dotado de uma inteligência surreal em parafusos, buchas e brocas, olhei, me virei e fui embora. Voltei para o meu carro e dirigi mais ou menos 10 km até a Leroy Merlin mais próxima.

A grande questão nesse caso é que a senhora que me atendeu não me transmitiu confiança. Muito menos pareceu estar interessada em me ajudar. Isso fez com que eu saísse da loja dela para ir em outra. 

Já na Leroy Merlin fui atendido por um vendedor especializado na minha necessidade, que parou o que estava fazendo para me mostrar tudo que eu precisava para resolver o meu problema.

Moral da história

O cliente pode estar dentro do seu site, blog, loja virtual e até curtir suas publicações nas redes sociais. Mas se você não gera autoridade sobre o seu assunto, dificilmente ele será um lead qualificado e pronto para comprar. 

A autoridade que você cria é a sua arma mais poderosa quando o assunto é ter a atenção do cliente. Isso vai fazer com que te respeitem e sigam suas instruções, não importa se você é médico, juiz ou encanador. Cada um dos profissionais citados é reconhecido e tem autoridade na sua área. Mas o mais importante: você só será reconhecido como autoridade se estiver devidamente posicionado e identificado. 

Não é algo que você tem. Você não compra autoridade numa loja e diz que é autoridade quando na verdade não é. Isso é como os outros profissionais te enxergam e vai depender do tipo de conteúdo que você produz e compartilha. É uma construção diária. 

COMMENTS

Leave a Comment